História da PNL

O que é a Programação Neurolinguística?

PROGRAMAÇÃO
Como sequenciamos nossas ações para alcançarmos metas.

NEUROLOGIA
A mente e como pensamos.

LINGUÍSTICA
Como usamos a linguagem e como ela nos afeta.

 

A PNL teve inicio em meados dos anos 70, nos EUA, um trabalho de um professor de linguística- John Grinder, e um psicólogo Richard Bandler. Eles estudaram os comunicadores excelentes para construir modelos de habilidades de comunicação.
Algumas formas de definirmos o que é PNL:

  • PNL é o método para a modelagem da excelência de forma que possa ser duplicada. Para isso estuda como organizações e indivíduos excelentes obtêm seus resultados excelentes;
  • PNL é a influência da linguagem sobre nossas mentes e nossos comportamentos subsequentes;
  • PNL é o estudo da experiência subjetiva. Como pensamos sobre nossos valores e crenças e como criamos nossos estados emocionais. Como construímos nosso mundo interno a partir de nossas experiências e lhe damos significado;
  • PNL são escolhas de como queremos viver melhor com qualidade e bem-estar.

 

PNL e sua evolução

geração da PNL é da MENTE COGNITIVA
  • Capacidade e comportamento.
  • Só compreende a linguagem verbal.

 

2º geração da PNL é da MENTE SOMÁTICA
  • Trabalha com o corpo e posições perceptuais, ainda usando a mente cognitiva.
  • Mente somática é através dela que centramos.
  • A nossa Identidade tem que incluir a mente somática.

 

3º geração da PNL é da mente relacional – é a “MENTE DO CAMPO”
  • Não vem apenas da mente ou do corpo.
  • Mente de Campo – só pode existir quando está se relacionando com o outro – é a mente transpessoal.
  • Mente de campo – através da mente somática centrada me relaciono com o outro.
  • Não é apenas a respeito do que acontece na sua mente, mas também no seu corpo e no relacionamento.
  • Habilidade importante é trazer atenção do corpo no momento presente/aterrar.

 

PNL Clássica x PNL Sistêmica

Com Robert Dilts e Todd Epstein surge a PNL Sistêmica aproximadamente na década de 80. Por meio de pesquisas constantes, tem introduzido ferramentas com pensamento sistêmico com ênfase no processo ecológico da pratica da PNL Sistêmica e utilizando-se de trabalhos e pesquisas de outros pesquisadores como Gregory Bateson em cibernética e princípios e metodologias de outros princípios sistêmicos como teoria da auto-organização, tecnologia da rede neural e inteligência artificial e coletiva.
Robert Dilts e Todd Epstein se uniram a Judith Delozier por volta da década de 90 incorporando seus estudos conhecidos como NLP New Coding e possibilitando a ampliação da PNL Sistêmica com o Modelo S.C.O.R.E., os níveis neurológicos, a PNL Generativa e a Sintaxe Somática.
PNL Sistêmica sintetiza e expande os modelos e Princípios da  PNL Clássica, colocando-os numa perspectiva sistêmica. 
Em semelhança ao NLP New Coding, o foco da PNL Sistêmica é na relação e interação dinâmicas entre os elementos de um sistema, com ênfase na Ecologia. Os princípios e métodos da PNL Sistêmica vêm sendo capazes de ampliar as aplicações individuais da PNL para questões relativas a grupos, organizações e culturas.

 

A 3ª Geração da PNL almeja desenvolver e sustentar uma relação orgânica entre estas três Mentes. As técnicas da 3ª Geração têm a ver com centrar-se na essência somática, patrocinando cognitivamente o desenvolvimento da Unidade entre pessoas e conectar-se através das relações, com a Sabedoria e a Orientação de dentro do Sistema Maior em nossa volta.